lunedì, aprile 14, 2008

Sambentistas do Samba


2007.02.28
Aqui na Itália torci pelo Roma porque era o time de Falcão, depois passei pro Inter de Ronaldo e agora tenho simpatia pelo Milan de Kaká. Sou brasileiro. Fui corintiano roxo. No Rio Grande do Norte torcia pro América. Adorava o Senna e Ulysses Guimarães. Fui imperador e escravo do Babilônia e sou Cidadão Natalense. Em São Paulo me perdi, em Cambridge eu me busquei, em Berlim ich war ein Berliner, em Veneza podia até morrer. Mas se existe uma camisa que visto e que é como a minha pele, algo que me define e me liberta, que me inspira e do qual me orgulho; se ainda sou alguma coisa que sempre fui e sempre serei, então devo dizer que sou São-Bentista, ou como prefiro grafar, Sambentista, porque o São Bento dá Samba. E agora não sambo mais sozinho, tem o surdo do Rato e o violão do Bosco, o tamborim do lorde Gil e o agogô do Tony. Segura a cuíca, Zé Kalos! E abram alas pro Adolpho, o Ambrósio, o Tião, o Weber, o Wellington, o Gilberto e a mulata do Arthur passarem.

2 commenti:

Monica ha detto...

Voce é o mesmo Gil irmao do Joao Claudio, da Wesley? eu sou a Monica prima do Ze Carlos Santana se lembra?

Ayres Marques Pinto ha detto...

Monica, é o mesmo Gil, Gilfredo Pinheiro que você conheceu. Ele se lembra de você e gostaria muito de entrar em contato. Escreva-me um imeio, assim poderei fazer esta ponte entre vocês dois. Abraço. Ayres